Arte Música Poema

Poema: “Spoken Word”, por Isaac Wimberley

Escrito por Aline Ribeiro

De uns anos para cá, tenho me apaixonado cada vez mais pela literatura em forma poética. E, claro, não poderia deixar de buscar poemas que falassem sobre Aquele de quem provém toda poesia. Quando ouvi ‘Forever’ (Para Sempre), da Kari Jobe, pela primeira vez, fiquei encantada pelo poema ‘Spoken Word’, escrito por Isaac Wimberley, especialmente para a ocasião. Como não encontrei pela internet, fiz uma tradução livre, para que mais pessoas conhecessem esse Deus, na forma desta arte.

Palavra Falada

“Se existem palavras para Ele, então eu não as tenho.

Vocês veem que meu cérebro não alcançou um certo nível
Onde se poderia formar um pensamento que descrevesse
a grandeza de meu Deus de forma adequada

E o meus pulmões ainda não desenvolveram a habilidade para
expirar com agilidade suficiente para exalar toda grandeza do Seu amor
E minha voz, vocês podem notar que é tão inibida
Restringida pelos limites humanos,
que até louvá-lo é difícil
Vocês vêem que se existem palavras para Ele,
Eu não as possuo
Meu Deus, Sua Graça é notável, misericórdias incontáveis, força impenetrável.
Ele é honrável, responsável, benigno.
Ele é insondável, ainda que conhecível;
Indefinível, ainda que acessível;
Indescritível, ainda que pessoal.

Ele está além da compreensão, além da imaginação e constante por gerações.
Rei de cada nação.
Mas se existem palavras para Ele, então eu não as tenho.
Vocês veem que minhas palavras são poucas
para tentar captar o Único e Verdadeiro Deus.
Meu vocabulário nunca conseguirá.
Mas eu uso palavras como uma expressão,
uma expressão de adoração a um Salvador.
Um Salvador que é tanto digno quanto merecedor do meu louvor.
Por isso eu uso palavras.
Meu coração exalta o Senhor, bendiz Seu Nome para sempre.
Ele ganhou meu coração, captou minha mente e os unificou.
Ele venceu minha rebelião,
Me conquistou sobre o meu pecado.
Ele tem me acolhido na sua presença,
Me convidando completamente.

Ele se fez o objeto da minha mira,
Inundando-me com misericórdias pela manhã,
Afogando-me com Graça pela noite.
Mas, se existem palavras para Ele, então eu não as tenho.

Mas o que eu tenho são Boas Novas, que o meu Deus sabia que
nenhuma palavra humana seria capaz de pronunciar.
Pois as palavras são apenas ferramentas
que usamos para apontar para a verdade.
Então Ele enviou o Seu Filho, Jesus Cristo, como A PALAVRA,
A PROVA VIVA.

Ele é a imagem do Deus invisível,
O primogênito de toda criação.
Por Ele todas as coisas foram criadas,
Dando forma ao que era nada.
E pela Sua Palavra, Ele os sustenta.
Pelo poder do Seu Nome.
Pois Ele é antes de todas as coisas
E sobre todas as coisas Ele reina.
Santo é o Seu Nome.

Então, louvem-no por sua vida!
Pelo caminho que ele perseverou em aflição.
O humilde filho de Deus
Se tornando o sacrifício perfeito.

Louvem-no por sua morte!
Por ter ficado desejosamente em nosso lugar,
Por ter amavelmente resistido ao túmulo,
Por ter batalhado contra o nosso inimigo
E por, no terceiro dia, ter ressuscitado vitorioso.
Ele é tudo o que foi prometido.
Louvem-no como o Rei ressurreto.
Ergam suas vozes e cantem.
Porque um dia Ele retornará por nós
E finalmente viveremos unidos ao nosso Salvador pela eternidade.
ETERNIDADE!

Então, não são só palavras que eu proclamo.
Porque as minhas palavras apontam para A PALAVRA.
E A PALAVRA tem um nome;
A ESPERANÇA tem um nome;
A ALEGRIA tem um nome;
A PAZ tem um nome;
O AMOR tem um nome.
E esse Nome é Jesus Cristo.

Louvem Seu Nome para SEMPRE!”

Imagem destacada: “More poetry is needed,
by Jeremy Deller“, por Jeremy Segrott


Para perguntas ou pregações e palestras na sua igreja, entre em contato. Não esqueça de curtir a nossa página, inscrever-se no canal e nos seguir no Twitter e no Instagram!

Facebook Comments

Sobre o autor

Aline Ribeiro

Cristã, bióloga, professora, bibliófila, meio nerd, meio escritora, meio pianista e, como a foto sugere, meio besta.

Deixar um comentário

Share This